terça-feira, 30 de novembro de 2010

UE investiga Google por comércio desleal

A Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia (UE) abriu hoje uma investigação sobre práticas de comércio desleal que teriam sido cometidas pela empresa de Internet Google, hoje o maior sítio de pesquisa da rede mundial de computadores.

Com base em reclamação da Microsoft, a UE vai conferir se o Google coloca as empresas concorrentes no fim das listas de resultados de buscas.

Se a denúncia for comprovada, o Google pode ser multado pela UE em até 10% de seu faturamento global por comportamento monopolista e contrário à concorrência. No caso, seria uma multa de mais de R$ 3,75 bilhões.

A própria Microsoft e a fábrica de chips de computador Intel já receberam multas bilionárias do bloco europeu.

Militares dos EUA aceitam gays nas Forças Armadas

Cerca de 70% dos militares dos Estados Unidos acreditam que a presença de homossexuais assumidos nas Forças Armadas não prejudicaria o desempenho no campo de batalha. A conclusão é de um relatório apresentado hoje pelo secretário da Defesa, Robert Gates.

Gates pediu ao Senado que acabe com a norma conhecida como "não pergunte e não conte", que há 17 anos permite a participação de gays no Exército, na Marinha e na Força Aérea dos EUA desde que eles não assumam abertamente sua preferência sexual.

China está cansada da Coreia do Norte

Em outra revelação dos documentos do Departamento de Estado americano vazados pela organização não governamental WikiLeaks, a China parece estar perdendo a paciência com o regime stalinista da Coreia do Norte, comparado por um diplomata chinês a uma “criança problemática”, e estaria disposta a aceitar a reunificação da Coreia.

O governo comunista de Pionguiangue declarou hoje ter “milhares de centrífugas” para enriquecer urânio, em mais um desafio à sociedade internacional.

No Mar Amarelo, continuam as manobras militares EUA-Coreia do Sul. A maioria dos jornalistas deixou a ilha de Yeonpyeong, atacada há uma semana. A Coreia do Sul reforçou a defesa da ilha.

Os sul-coreanos mandaram panfletos em balões para a Coreia do Norte e protestaram mais uma vez hoje contra o ataque que matou quatro pessoas.

Um alto oficial norte-coreano chegou a Pequim e um conselheiro chinês vai a Pionguiangue. 

A China quer reiniciar as negociações hexapartitites sobre o programa nuclear norte-coreano, mas EUA, Coreia do Sul e Japão entendem que isso seria recompensar o comportamento agressivo do Norte.

Equador oferece asilo a fundador do WikiLeaks

O governo do Equador ofereceu asilo político ao fundador do sítio de internet WikiLeaks, o australiano Julian Assange, que pode ser processado pelos Estados Unidos pelo vazamento de mais 250 mil documentos sigilosos do Departamento de Estado.

O Afeganistão disse que não está preocupado, apesar dos diplomatas americanos criticarem o presidente Hamid Karzai como distante da realidade, enquanto países do Golfo Pérsico prometem investigar. Vários apoiaram um possível bombardeio dos EUA ao Irã para neutralizar o programa nuclear iraniano.

Em Roma, o ministro do Exterior da Itália, Franco Frattini, condenado o vazamento, que não é um “11 de setembro diplomático”, como ele alegou.

A China pediu providências aos EUA para evitar novos vazamentos.

Irã volta a negociar questão nuclear

O presidente Mahmoud Ahmadinejad declarou hoje que o Irã concordou em participar de uma nova rodada de discussões sobre o programa nuclear do país com os Estados Unidos, a Rússia, a China e a União Europeia, mas afirmou que o enriquecimento de urânio é inegociável.

A comissária de relações exteriores da UE, Catherine Ashton, revelou que as reuniões devem ser realizadas em Genebra nos próximos dias 6 e 7 de dezembro.

Crise europeia derruba cotação do euro

Em mais um sinal do agravamento da crise das dívidas públicas na Europa, o euro caiu abaixo de US$ 1,30 e os juros pagos por Portugal, Espanha e Itália subiram hoje.

Em Roma, estudantes jogaram ovos e verduras na polícia que bloqueava a entrada do Congresso durante um protesto contra o corte de gastos com educação.

Fábricas do Japão produzem menos

A produção industrial do Japão caiu 1,8% em outubro, na quinta queda mensal, puxada pela baixa na fabricação de automóveis causada pelo iene forte e a queda nas exportações.

Índia cresce em ritmo de 8,9% ao ano

Índia cresceu no terceiro trimestre num ritmo que projeta um crescimento anual de 8,9%, um pouco acima dos 8,8% ao ano do trimestre anterior.

Eletricista tinha 271 picassos na garagem

Uma coleção desconhecida de obras de Pablo Picasso, o maior artista plástico do século 20, acaba de ser descoberta na garagem do eletricista aposentado Pierre le Guennec, em Mouans-Sartoux, na França.

Como se fosse normal, ele declarou que as obras do grande mestre espanhol estavam na garagem de sua casa desde os anos 70.

São aquarelas, esboços, ilustrações e colagens cubistas feitas entre 1900 e 1932. Quando Pierrre e sua mulher levaram as obras para autenticação pelos administradores do patrimônio do pintor e por Claude Picasso, um dos filhos de Picasso, eles entraram com uma ação em nome dos herdeiros por apropriação ilegal.

Pierre afirma que recebeu os trabalhos de presente da mulher de Picasso quando trabalhou para a família, nos anos 70. Mas quem conhece o pintor não acredita que ele se desfizesse facilmente de tantas peças de sua obra.

Entrada de capital estrangeiro na China é recorde

A China recebeu um volume quase recorde de capital estrangeiro em outubro, US$ 78 bilhões, quase o dobro do mês anterior. O governo teme o impacto inflacionário da entrada de capital especulativo interessado em se beneficiar das elevadas taxas de crescimento chinesas.

Ao mesmo tempo, o consumidor chinês enfrenta uma inflação de 10% nos preços dos alimentos.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Metrô de Londres faz greve contra demissões

Além do frio, os moradores de Londres tiveram de aguentar hoje uma greve do metrô da capital britânica, o mais antigo do mundo, que tem um papel central no sistema de transporte da cidade.

Foi um protesto contra as demissões. Há pouco mais de um mês, o novo governo do Reino Unido, formado por uma coligação dos partidos conservador e liberal-democrata, anunciou cortes orçamentários de 81 bilhões de libras, cerca de R$ 220 bilhões, nos próximos quatro anos. Milhares de funcinoários públicos serão demitidos.

Novas greves do metrô de Londres podem ser convocadas para o início de 2011.

Brasil esconde prisão de suspeitos de terrorismo

O Brasil coopera discretamente com os Estados Unidos na luta contra o terrorismo, mas camufla a prisão dos suspeitos sob outras acusações, revela uma mensagem do então embaixador em Brasília Clifford Sobel ao Departamento de Estado, divulgada hoje pela organização não governamental WikiLeaks.

Mais de 250 mil mensagens de embaixadas e diretrizes da diplomacia americana foram publicadas, desnudando a diplomacia imperial da superpotência. A secretária de Estado, Hillary Clinton, declarou que é um "ataque à sociedade internacional". Não compromete a segurança dos EUA, mas é embaraçoso.

Para o embaixador Sobel, o Brasil não queria ser associado à guerra do governo George W. Bush contra o terrorismo para não criar problemas em sua própria comunidade muçulmana e também para não prejudicar a imagem de Foz do Iguaçu como destino turístico. O Brasil teria preso suspeitos de financiar o terrorismo na região da tríplice fronteira com Paraguai e Argentina sem estardalhaço.

Outra mensagem diz que e então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, pressionou o Congresso a não aprovar uma lei de combate ao terrorismo apoiada pelos EUA.

Não há rigorosamente nada que comprometa a segurança nacional dos EUA. Mas se desvenda toda a futrica do jogo diplomático.

Em busca de uma audiência com o presidente Barack Obama, a presidente Cristina Kirchner argumentou que a Argentina é contra o programa nuclear do Irã e a favor do combate ao terrorismo, mas o presidente Lula e o Brasil mereciam melhor tratamento. Não conseguiu a audiência.

Temperatura da Terra pode subir 4ºC

Um novo estudo publicado no dia de abertura da Conferência do Clima em Cancún, no México, adverte que a temperatura média do planeta pode subir 4ºC até 2060.

Até 10 de dezembro de 2010, os países signatários da Convenção sobre Mudança do Clima aprovada em 1992 na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 1992), realizada no Rio de Janeiro, tentam negociar um acordo para suceder o Protocolo de Quioto. Mas não há grande esperança de sucesso.

Irmandade Muçulmana denuncia fraude no Egito

oposicionista Irmandade Muçulmana não elegeu quase nenhum deputado no primeiro turno das eleições parlamentares no Egito, disputado ontem, e denuncia fraude em grande escala.

Oposição denuncia fraude no Haiti

Antes do fechamento das urnas, 12 dos 19 candidatos denunciaram fraude em massa e pediram a anulação da eleição presidencial realizada domingo no Haiti. Mas o Conselho Nacional Eleitoral rejeitou o pedido, alegando haver irregularidades em apenas 3,5% das urnas.

Mirlande Manigat, a favorita nas pesquisas, e outros 11 candidatos, inclusive o popstar Michel Martelly, deram uma entrevista coletiva antes do encerramento da votação, declarando que a manipulação era inaceitável. Há denúncias sobre votos para o candidato oficial, Jude Celestin, sendo enfiados nas urnas e nomes de eleitores da oposição desaparecendo das listas de votação.

A situação é confusa, com atos de violência política registrados em várias localidades.

O total de mortos pela cólera subiu nesta segunda-feira para 1.721.

Juros de dívidas de Portugal e Espanha sobem

O custo para rolar as dívidas da Espanha e de Portugal voltou a subir hoje, apesar do anúncio da ajuda à Irlanda de 85 bilhões de euros no fim de semana. 


O euro caiu à menor cotação em dois meses, US$ 1,3181.

Coreia do Sul suspende treino de tiro em ilha

O presidente Lee Myung Bak visitou hoje o comando das forças conjuntas EUA-Coreia do Sul em Seul e advertiu que "a Coreia do Norte pagará o preço por novas provocações”. A Coreia do Norte reafirma que está pronta para qualquer ataque.

Desde a noite de sábado, pelo horário de Brasília, os EUA e a Coreia do Sul fazem manobras militares conjuntas. O governo sul-coreano cancelou um treinamento de tiro na ilha de Yeonpyeong, bombardeada há seis dias pela Coreia do Sul.

Seul pediu à China uma atitude construtiva e equilibrada para superar a crise, mas veteranos da Coreia do Sul voltam a pedir uma resposta mais dura ao Norte.

domingo, 28 de novembro de 2010

Presidente da Islândia: deixem bancos falirem

O presidente da Islândia, Olafur Grimsson, declarou hoje que seu país está em melhor situação econômica do que a Irlanda por causa da decisão do governo de deixar os bancos falirem.

"A diferença é que na Islândia deixamos os bancos quebrarem", declarou Grimsson em entrevista. "São bancos privados. Não botamos dinheiro para mantê-los funcionando. O Estado não assumiu nenhuma responsabilidade dos bancos privados falidos."

Na Irlanda, o governo decidiu garantir não só os depósitos  como os investimentos dos donos de bônus dos bancos privados irlandeses. Isso inchou o déficit público de 2010 para 32% do produto interno bruto, deflagrando a atual.

Já a Islândia foi o primeiro país a quebrar com a crise e o primeiro onde o governo caiu.

Candidatos denunciam fraude no Haiti

Doze dos 19 candidatos à presidência do Haiti na eleição deste domingo denunciaram fraude generalizada e pedi a anulação do pleito.

"Estou fazendo um apelo aos cidadãos do meu país, ao Conselho Eleitoral, ao governo e à sociedade internacional, como principal candidata, para a anulação dessas eleições", declarou Mirlande Manigat, viúva de um presidente deposto em 1988.

Os 11 candidatos que se consideraram prejudicados se reuniram em Porto Príncipe para protestar contra o que um deles, Michel Martelly, descreveu como "uma fraude generalizada no país inteiro".

A fraude beneficiaria Jude Celestin, candidato do presidente René Préval.

País mais pobre da América, o Haiti foi parcialmente arrasado por um terremoto que matou mais de 200 mil pessoas em 12 de janeiro de 2010. Sofre agora com uma epidemia de cólera que já matou 1.415 pessoas. A violência aumentou durante a campanha eleitoral e pode se agravar com as denúncias de fraude.

UE e FMI anunciam ajuda à Irlanda

A Irlanda fechou hoje um acordo para receber uma ajuda de 67,5 bilhões de euros da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional, com juros de 5,8% ao ano, um pouco mais do que os 5,2% do empréstimo de emergência de 110 bilhões de euros dado à Grécia.

O país vai contribuir com 17,5 bilhões de euros de suas próprias reservas. Isso dá um total de 85 bilhões de euros, cerca de R$ 195 bilhões.

O objetivo é equilibrar suas contas públicas e evitar o contágio da crise das dívidas públicas da Europa, onde a Grécia já pediu ajuda de emergência e Portugal e Espanha estão ameaçados.

Arábia Saudita apoia ataque ao Irã

O rei da Arábia Saudita pediu aos Estados Unidos que "cortem a cabeça da serpente", numa referência ao programa nuclear do Irã, revelam 250 mil mensagens reservadas de diplomatas americanos para o Departamento de Estado, divulgadas pela organização não governamental WikiLeaks na Internet e para alguns jornais escolhidos, como The New York Times, Le Monde, El País e Guardian.

Outras monarquias petroleiras do Golfo Pérsico também acreditam que os EUA e Israel vão impedir à força o regime fundamentalista iraniano de fazer a bomba atômica, ou gostariam que isso acontecesse. O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, vê uma preocupação regional com o programa nuclear do Irã.

Para o ministro da Defesa e ex-primeiro-ministro de Israel Ehud Barak, um dos maiores generais da história israelense, ainda há entre seis a 18 meses para impedir a república dos aiatolás de fazer armas nucleares, o que teria sérias implicações sobre o equilíbrio de forças no Oriente Médio.


• O presidente da França, Nicolas Sarkozy, e o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, são descritos como arrogantes e incapazes. A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, como avessa ao risco e pouco criativa.

• O secretário da Defesa dos Estados Unidos, Robert Gates afirma que “a democracia desapareceu na Rússia, e o governo é uma oligarquia dirigida por serviços secretos”.

• O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki Moon, é espionado, mas essa é uma tradição da ONU: as cinco grandes potências com poder de veto espionam a Secretaria Geral. A Turquia foi considerada um aliado inconfiável.

• O Kremlin não reagiu, mas a relação Obama-Medvedev deve ser abalada pela observação de que o presidente russo "é o Robin" e o primeiro-ministro Vladimir Putin, o Batman.

• Um assessor de Sarkozy descreve o regime iraniano como “fascista”.

• Para o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, tudo não passa de mais uma conspiração americana para dividir os muçulmanos. Em outro incidente, um carro-bomba matou em Teerã um físico ligado ao programa nuclear do Irã.

• O ministro do Exterior alemão, Guido Westerwelle (1138), declara que as relações com os EUA não mudam. O mesmo afirma o presidente afegão, Hamid Karzai (1181).

sábado, 27 de novembro de 2010

EUA e Coreia do Sul iniciam manobras militares

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul iniciaram as manobras militares conjuntas que a Coreia do Norte considera uma provocação.

A Coreia do Norte instalou mísseis antiaéreos no litoral perto de onde o treinamento militar será realizado.

Pacote de ajuda à Irlanda será anunciado amanhã

Numa tentativa de acalmar os mercados de bônus de dívidas soberanas antes da reabertura na segunda-feira, a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional deve anunciar amanhã o plano de ajuda de emergência à Irlanda, no valor de 85 bilhões de euros, cerca de R$ 195 bilhões.

Nesta semana, o primeiro-ministro Brian Cowen anunciou um plano de ajuste fiscal para economizar 15 bilhões de euros, cerca de R$ 35 bilhões, nos próximos quatros, e assim se qualificar para receber o empréstimo de emergência, com juros de 5% ao ano.

Serão 10 bilhões de euros em cortes de gastos e 5 bilhões de euros em aumentos de impostos. O salário mínimo e as pensões dos trabalhadores que entrarem a partir do ano que vem no mercado de trabalho vão diminuir, mas o imposto sobre empresas, de apenas 12,5%, foi mantido como base para uma retomada do crescimento.

Há muitos protestos porque a Irlanda está há dois anos em recessão, desde o estouro da bolha da especulação imobiliária, que abalou um sistema financeiro com bancos superalavancados. As novas medidas de contenção tendem a agravar a crise econômica no primeiro momento.

Sob intensa pressão para renunciar, o primeiro-ministro prometeu convocar eleições antecipadas assim que o orçamento para 2011 seja aprovado pelo Parlamento (Dáil). A proposta deve ser apresentada aos deputados em 7 de dezembro, o que torna mais provável a realização de eleições em fevereiro ou março.

Rússia culpa Stalin pelo massacre de Katyn

Mais de 60 anos depois, finalmente, o Parlamento da Rússia reconheceu a responsabilidade do ditador Josef Stalin pelo Massacre de Katyn, em que 22 mil oficiais e soldados do Exército da Polônia foram mortos, em 1940, no início da Segunda Guerra Mundial. Até agora, a história oficial russa acusava os nazistas.

Quando a Alemanha nazista invadiu a Polônia, em 1º de setembro de 1939, dando início à Segunda Guerra Mundial, a União Soviética tomou o Leste do país com base no Pacto Germano-Soviético, acertado pelos ditadores Adolf Hitler e Stalin.

Em 5 de março de 1940, Stalin assinou a ordem para execução de 27,5 mil poloneses. Eles foram executados em abril do mesmo.

No ano seguinte, quando a Alemanha invadiu a URSS e este país entrou na guerra contra o nazismo, o governo polonês no exílio pediu a libertação dos oficiais presos. A resposta oficial era que eles tinham fugido ou desaparecido.

Em 1943, a Alemanha revelou ter encontrado cemitérios clandestinos na Floresta de Katyn, a 12 quilômetros da cidade russa de Smolensk. A URSS acusou os nazistas pelo massacre.

Só em 1990, no fim da era Gorbachev (1985-91), a URSS admitiu a responsabilidade pelo massacre, levado ao cinema no filme Katyn, do cineasta polonês Andrzej Wajda. Agora, a Rússia reconhece a culpa de Stalin.

Fumo passivo mata 600 mil por ano no mundo

Cerca de 600 mil pessoas morrem por ano de doenças causadas pelo tabaco sem nunca ter dado uma única tragada, revelou ontem a Organização Mundial da Saúde. 


O total de mortos pelo tabaco por ano no mundo é estimado em 6 milhões.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Sauditas prendem terroristas d'al Caeda

governo da Arábia Saudita anunciou hoje que prendeu 149 pessoas ligadas à rede terrorista Al Caeda nos últimos oito meses.

Coreia do Norte chama manobras de ato de guerra

Coreia de Norte advertiu hoje que as manobras militares conjuntas entre EUA e Coreia do Sul que começam neste domingo deixam a Península Coreana à beira da guerra. O Norte disparou mais rajadas de advertência, mas era um treinamento ou simples demonstração de força.


Num sinal de endurecimento, o presidente Lee Myung Bak prestou homenagem aos aos soldados mortos e nomeou o chefe do Estado-Maior, Kim Kwan Jin, para ministro da Defesa.

Em visita à ilha bombardeada, o comandante militar dos EUA e da ONU na Coreia do Sul, Walter Sharp, declarou que o ataque foi uma violação do cessar-fogo negociado no fim da Guerra da Coréia, em 1953.

Em Pequim, o primeiro-ministro Wen Jiabao declarou que a China se opõe a “qualquer comportamento militar provocante”, numa referência às manobras da Coreia do Sul com os EUA, que o regime comunista de Pionguiangue descreve como um "treinamento para atacar a República Popular Democrática da Coreia", o nome oficial da Coreia do Norte, que, como a do Sul, reivindica soberania sobre toda a península.

O parlamento japonês condenou o ataque norte-coreano.

Japão tem 20º mês seguido de queda de preços

O núcleo do índice de preços ao consumidor do Japão, excluídos os produtos perecíveis, registrou queda de 0,6% em outubro, o vigésimo mês seguido de deflação. O Parlamento aprovou um plano de estímulo de US$ 58 bilhões.

Bolsa de Madri cai 7% com crise espanhola

Diante da desconfiança crescente do mercado, a Espanha desafiou hoje os especuladores, advertindo que vão perder dinheiro se apostarem contra sua dívida. Mas Madri liderou a queda das bolsas na Europa, um sinal de agravamento da crise das dívidas públicas no continente. 

Portugal aprova orçamento para 2010

A Assembleia da República de Portugal aprovou hoje o orçamento para 2011, com a previsão de cortes de gastos no valor de 3 bilhões de euros e aumentos de impostos de 1,5 bilhão e euros. Sua meta é reduzir o déficit orçamentário português para 4,6% e evitar uma crise da dívida pública.

Sob pressão da União Europeia, que insiste para que Portugal peça ajuda financeira de emergência, como fizeram a Grécia e a Irlanda, o primeiro-ministro José Sócrates declarou estar seguro de que o país será capaz de refinanciar a dívida.

Air France acusa Airbus por acidente no voo Rio-Paris

A companhia aérea Air France responsabiliza a fabricante do Airbus A330 pelo acidente com o voo AF447, que fazia a rota Rio-Paris em 31 de maio de 2009, revelam documentos secretos publicados hoje pelo jornal francês Libération. Também acusa a empresa Thales, fabricante das sondas Pitot.


Para a Air France, a empresa Airbus, subsidiária da EADS (European Aeronautics Defense and Space Company) ignorou as advertências sobre os riscos de acidentes por problemas nas sondas que medem a velocidade do avião. 


Nos memorandos, a empresa declara estar indignada com as "acusações injustas" que viria sofrendo de pilotos e de parentes dos mortos. O advogado da empresa enviou carta à juíza que preside o inquérito reafirmando sua posição.


Na carta, a Air France revela ter feito inúmeras advertências e cobrado providências das duas companhias para os problemas verificados com as sondas Pitot.


O Airbus A330 caiu no Oceano Atlântico, matando todas as 228 pessoas a bordo, durante uma tempestade na zona de convergência intertropical, próxima à linha do Equador. A investigação da Justiça da França deve ser concluída até o fim do ano.

Ajuda à Irlanda não acalma o mercado

O plano de ajuste fiscal anunciado ontem pelo primeiro-ministro Brian Cowen para economizar 15 bilhões de euros, cerca de R$ 35 bilhões, em quatro anos. em troca de uma ajuda de 85 bilhões de euros da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional não acalmou o mercado financeiros.

Os juros pagos para rolar títulos de dez anos da dívida do país passaram de 9%, e os de Portugal também aumentaram.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Grécia convoca nova greve geral

Os sindicatos da Grécia realizaram hoje uma greve de três horas que paralisou o setor de transportes e convocaram uma greve geral para 15 de dezembro de 2010. São protestos contra projetos que acabam com os contratos coletivos de trabalho.

Maliki tem um mês para formar governo no Iraque

O primeiro-ministro Nuri al-Maliki foi oficialmente convidado para formar num novo governo. Tem 30 dias para fazer isso.

Cai o ministro da Defesa da Coreia do Sul

ministro da Defesa da Coreia do Sul, Kim Tae Young, pagou hoje o preço de uma reação fraca diante da barragem de artilharia da Coreia do Norte que matou quatro pessoas há dois dias. Sua queda indica uma intenção de endurecer a política de defesa.

As Forças Armadas da Coreia do Sul reforçaram sua presença em cinco ilhas do Mar Amarelo, onde aconteceu o ataque. Segue para lá o porta-aviões americano George Washington. A partir de domingo, vai participar de manobras militares conjuntas com os sul-coreanos.

Em Beijim, a China pediu contenção às duas Coreias e manifestou preocupação com as manobras militares conjuntas dos Estados Unidos e da Coreia do Sul marcadas para começar no domingo. Num sinal de protesto, o governo chinês suspendeu uma visita do ministro do Exterior a Seul alegando problemas de agenda.

Enquanto a Coreia do Norte ameaça atacar em caso de "novas provocações", o primeiro ferry boat chegou hoje à ilha de Yeonpyeong depois do ataque. Os corpos dos dois militares mortos foram levados para o porto de Hinche, perto de Seul, para as homenagens póstumas. Os últimos dois corpos, de civis, foram retiradas da ilha.

Saldo em conta correnta da China dobra

saldo em conta corrente da China no terceiro trimestre dobrou em relação ao ano passado, chegando a US$ 102,3 bilhões. No semestre passado, estava em US$ 72,9%, 35% acima do mesmo período no ano passado.

Pelo dado mais recente, o superávit chinês é de 7,2% do produto interno bruto, a soma de todas as riquezas que o país produz num ano, menos as importações. 

Na recente reunião do Grupo dos 20 em Seul, na Coreia do Sul, os Estados Unidos queriam limitar saldos comerciais a 5% do PIB de cada país – medida rejeitada por Alemanha e China por ser antimercado. Agora, deve aumentar a pressão dos EUA pela valorização do iuã. Há vários projetos propondo retaliações no Congresso.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Hong Kong tem maior árvore de Natal de fibra ótica

A maior árvore de Natal do mundo feita com fibras óticas foi inaugurada hoje em Hong Kong, na China, pelo professor Charles Kao, um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Física em 2009.

Kao, que sofre do Mal de Alzheimer e criou uma fundação para ajudar pacientes da doença, espera arrecadar dinheiro com o projeto para financiar a luta contra o mal.

2010 deve ser ano mais quente da História

2010 se encaminha para ser o ano mais quente da História. A previsão é de três institutos que estudam o fenômeno do aquecimento global, ouvidos pela agência de notícias Reuters.

Emissão de gases-estufa foi recorde em 2009








A cinco dias do início da Conferência do Clima em Cancún, as Nações Unidas revelaram que a emissão de gases que agravam o efeito estufa foi recorde em 2009.

O aumento da temperatura e da acidez da água do Golfo do México já estão prejudicando os recifes de coral, denuncia o grupo ecológico Greenpeace, que apresentou o resultado de uma pesquisa.

Para os ambientalistas, os corais funcionam como uma espécie de florestas do mar, absorvendo carbono e renovando o oxigênio da atmosfera. Sua destruição tende a agravar o aquecimento global.


A partir de 29 de novembro de 2010, os países que assinaram a Convenção sobre Mudança do Clima, aprovada na Conferência da ONU sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada no Rio de Janeiro em 1992, voltam a discutir um acordo para substituir o Protocolo de Quioto depois de 2012.

EUA mandam porta-aviões ao Mar Amarelo

Os Estados Unidos pressionam a China a controlar a Coreia do Norte e mandam um porta-aviões para fazer manobrar militares conjuntas com a Coreia do Sul no Mar Amarelo.

Com 6 mil soldados e 75 aviões, o porta-aviões George Washington, um dos mais poderosos da Marinha dos EUA, seguiu hoje do Japão para o mar onde aconteceu ontem o bombardeio à ilha de Yeonpyong, no primeiro ataque da Coreia do Norte contra o território da Coreia do Sul desde a Guerra da Coreia (1950-53).

A simples presença militar dos EUA tão perto da costa da China já pressiona o regime comunista chinês a obrigar sua aliada Coreia do Norte, uma das últimas ditaduras stalinistas do mundo, a evitar novos ataques.

Mais dois corpos de civis foram encontrados hoje nas ruínas de prédios destruídos. Sobe assim para quatro o total de mortos no bombardeio de ontem. A população foi retirada da ilha.

O ministro sul-coreano para a reunificação do país anunciou hoje a suspensão do diálogo e de toda ajuda humanitária ao Norte. Seul já tinha rejeitado um pedido de 500 mil toneladas de arroz.

A televisão norte-coreana declarou que as medidas implicam um rompimento de relações. Em outra reportagem, mostrou o ditador Kim Jong Il e seu filho moço e sucessor designado, Kim Jong Un, visitando uma fábrica de molho de soja.

No Japão, o ministro da Defesa condenou o bombardeio e considerou muito difícil a retomada em curto prazo das negociações para desarmar o programa nuclear da Coreia do Norte.

Portugal para em greve geral contra ajuste fiscal

Portugal faz hoje uma greve geral de 24 horas convocada pelas duas centrais sindicais do país contra cortes orçamentários do plano de ajuste fiscal do governo, que ontem admitiu que o déficit público aumentou nos primeiros dez meses do ano.

Ao contrário da Irlanda, Portugal não teve colapso do mercado imobiliário. Seus bancos estão em boa situação. O problema está nas contas do governo.

O jornal The Wall Street Journal calcula que o país precise de 51 bilhões de euros.

Irlanda anuncia plano de ajuste fiscal

O primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, anunciou agora há pouco um plano de ajuste fiscal que prevê cortes de gastos de 10 bilhões de euros e 5 bilhões de euros em aumentos de impostos nos próximos quatro anos. 

O imposto sobre consumo (VAT) deve subir de 21% para 23%. O salário mínimo, que era de 1,5 mil euros, vai diminuir e as pensões para quem entrar no mercado de trabalho tb. Os bancos serão colocados a venda. Serão demitidos 24.750 funcionários públicos. 

As metas são reduzir o déficit de 32% do PIB de 32% para 9,1% do PIB em 2011 e 3% em 2014, de acordo com o pacto de estabilidade do euro.

• Em troca, a Irlanda deve receber uma ajuda de 85 bilhões de euros da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional.

Mineiros da Nova Zelândia devem estar mortos

A polícia da Nova Zelândia anunciou agora há pouco que houve uma segunda explosão na mina de carvão Pike River, em Greymouth, na Ilha Sul, e que todos os 29 mineiros que ficaram lá dentro desde um acidente na última sexta-feira devem estar mortos.

É um choque para um país desenvolvido que se orgulha dos seus padrões de segurança.

Os parentes dos mineiros insistiram muito para que equipes de resgate entrassem na mina, mas as autoridades não consideravam seguro por causa da possível existência de gases capazes de causar novas explosões.

Juros da Espanha batem recorde pós-euro

A diferença que a Espanha está tendo de pagar em juros, na comparação com a Alemanha, para refinanciar sua dívida pública chegou ontem a 2,35 pontos percentuais, um recorde desde a introdução do euro, em 1999.

Com o plano de ajuste fiscal que a Irlanda deve anunciar hoje para economizar 15 bilhões de euros, cerca de R$ 35 bilhões de reais, na expectativa de receber uma ajuda de emergência de pelo menos 80 bilhões de euros da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional, as atenções do mercado se voltam para outras economias fragilizadas na periferia da zona do euro: Portugal e Espanha.

Portugal argumenta que seu caso é diferente porque o país não sofreu um colapso do mercado imobiliário e seu sistema financeiro está em boa situação. O problema é que o país quase não cresce desde 2000 e assim terá dificuldade para honrar suas dívidas.

Ao mesmo tempo, a crise irlandesa derrubou o governo. Em Portugal, a oposição lidera as pesquisas eleitorais e está dificultando a aprovação do orçamento para conter o déficit orçamentário. Na Espanha, o governo socialista é minoritário e está atrás nas pesquisas.

Com a expectativa de mudança de governo em três países fragilizados, os economistas se perguntam se os novos governantes terão estômago para adotar as medidas duras para equilibrar as contas públicas de uma crise pela qual não se consideram responsáveis.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Casamento real já tem data e local

O príncipe William, segundo na linha de sucessão ao trono do Reino Unido, vai se casar com a noiva,  a plebeia Kate Middleton, na Abadia de Westminster, em Londres, em 29 de abril de 2011. Lá, os reis da Inglaterra são coroados há séculos.

A rainha Elizebeth II e seus pais, o rei George VI e a rainha-mãe Elizabeth, se casaram na abadia, um dos prédios históricos mais bonitos de Londres. Os pais de William, Charles e Diana, se casaram na Catedral de São Paulo, na capital britânica.

ONU observa declínio na pandemia de aids

Um relatório da ONU divulgado hoje estima que haja 33,4 milhões de infectados pelo HIV em pelo menos 56 países, mas observa que a pandemia de aids parece estar em declínio, com a queda no número de mortos e de novos casos da doença.

Israel aprova plebiscito sobre territórios ocupados

Apesar dos protestos dos palestinos, o Parlamento de Israel aprovou lei para obrigar à realização de plebiscito sobre toda devolução de territórios ocupados nas negociações com os palestinos. 


A Autoridade Nacional Palestina condenou a decisão.

Vaticano esclarece que camisinha é para todos

No lançamento hoje de um livro com entrevista do papa Bento XVI, o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, esclareceu que a declaração do papa sobre o uso da camisinha como uma forma de humanizar a sexualidade em alguns casos não se refere apenas a garotos de programa ou prostitutas, mas a todos, heterossexuais, homossexuais e transexuais.

A tradução de um trecho da entrevista apareceu nos jornais italianos como se o papa aceitasse que prostitutas se protejam com camisinha para evitar a aids. No resto da Europa, a tradução foi para "garotos de programa".

É um avanço significativo, já que a Igreja Católica rejeitava totalmente o uso da camisinha, o instrumento mais eficiente para evitar a contaminação pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) através das relações sexuais.

Déficit português cresce em números absolutos

O déficit orçamentário de Portugal cresceu 1,84% em termos absolutos nos primeiros dez meses do ano.

Economia dos EUA cresceu acima de estimativa

economia dos EUA cresceu no trimestre passado num ritmo de 2,5% ao ano, mais forte do que os 2% estimados no primeiro cálculo.

Mas a venda de casas caiu 26% em outubro nos EUA, na comparação com o ano passado, e 2,2% em relação a setembro.

Ataque esquenta guerra fria entre Coreias

Num dos piores ataques desde o fim da Guerra da Coreia, em 1953, dois soldados da Coreia do Sul morreram hoje em bombardeio da Coreia do do Norte à ilha de Yeonpyeong, disputada pelos dois países. Os residentes da ilha fugiram (2160). Outras 20 pessoas saíram feridas. 

A Coreia do Sul respondeu com 80 foguetes. O presidente Lee Myung Bak considerou o ataque “intolerável” e autorizou os militares a responder a “novas provocações”. A Força Aérea Sul-coreana entrou em estado de alerta. O Norte acusou o Sul de provocar o incidente ao “disparar dezenas de rajadas contra nossas águas territoriais”.

O ataque acontece quando as Forças Armadas da Coreia do Sul iniciam uma manobra militar realizada anualmente. Cerca de 70 mil soldados participam da operação Salvaguardando a Nação.

No Norte, o ditador Kim Jong Il tenta impor o filho Kim Jong Un, de 28 anos, como successor, o que estaria provocando uma luta interna pelo poder que explicaria o ataque.

Em 26 de março, a Coreia do Norte afundou um navio de guerra sul-coreano, matando dezenas de marinheiros. Na semana passada, revelou ter construído uma nova instalação nuclear, com capacidade para enriquecer urânio.

Os EUA condenam a agressão e a China pede contenção aos dois lados. Durante visita a Pequim, o enviado especial dos EUA Stephen Bosworth considerou o conflito “muito indesejável”.

O Conselho de Segurança da ONU deve discutir o incidente em reunião de emergência.

Cowen vai antecipar eleições na Irlanda

Sob intensa pressão para renunciar por causa da crise econômica do país, o primeiro-ministro da Irlanda, Brian Cowen, declarou ontem que vai dissolver o parlamento (Dáil) e convocar eleições antecipadas assim que o orçamento para 2011 for aprovado e o acordo com a União Europeia e o Fundo Monetário Internacional estiver concluído.

É a segunda crise das dívidas públicas dos países da zona do euro em sete meses. Depois da Grécia em abril, no fim de semana, a Irlanda pediu ajuda aos sócios europeus.

O governo irlandês resistiu para não manchar seu histórico de crédito, mas terminou cedendo, sob grande pressão da UE, que temia o contágio de outras economias endividadas, como Grécia, Espanha e Portugal. Por causa da crise irlandesa, esses países já estão pagando juros mais altos para rolar suas dívidas.

Até quarta-feira, o primeiro-ministro deve anunciar detalhes do plano orçamentário para economizar 15 bilhões de euros, cerca de 35 bilhões de reais, nos próximos quatro anos, sendo 10 bilhões de euros em cortes de gastos do governo e 5 bilhões em aumentos de impostos.

Apesar da pressão da Alemanha e da França, Cowen promete não mexer no imposto sobre empresas, de apenas 12,5%, o menor da Eurozona e a base da política industrial irlandesa.

Mas a queda do governo e a antecipação das eleições aumentam a incerteza do mercado quanto à capacidade da Irlanda de adotar o remédio amargo. A sensação é que o país perdeu conquistas obtidas em décadas de desenvolvimento.

A oposição já vinha pedindo a queda do governo. Hoje o Partido Verde, parte da aliança governista, pediu a realização de eleições na segunda quinzena de janeiro.

No fim da tarde, o primeiro-ministro concordou em convocar eleições depois da aprovação do novo orçamento, que deve ser submetido ao parlamento em 7 de dezembro.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Nova Zelândia não consegue contatar mineiros

Quatro dias depois do acidente na mina Pike River, no município de Greymouth, na Ilha do Sul, as autoridades da Nova Zelândia ainda não conseguiram entrar em contato com 29 trabalhadores que estariam presos dentro de mina.

A operação de resgate avança lentamente, apesar da angústia cada vez mais maior dos parentes dos mineiros. Um buraco está sendo aberto na encosta da montanha para testar a qualidade do ar, ver se não está envenenado por gases tóxicos.

Como o túnel da mina de coque, o carvão usado na indústria metalúrgica, é quase horizontal, os mineiros devem estar cerca de 160 metros montanha a dentro.

Pela primeira vez hoje, o governo da Nova Zelândia admitiu que os mineiros podem ter morrido. Mas prometeu continuar as buscas enquanto houver esperança.

China salva 29 mineiros de carvão

Todos os 29 mineiros presos durante mais de 24 horas numa mina de carvão alagada num acidente foram salvos hoje, na província de Sichuã, no Sul da China.

O supervisor da operação declarou que os mineiros estão fracos, mas nenhum tem ferimentos visíveis.

As minas de carvão da China são as que têm mais acidentes. No ano passado, esses acidentes mataram mais de 2,6 mil mineiros de carvão chineses.

Um bilhão não podem pagar tratamento de saúde

Cerca de 1 bilhão de pessoas no mundo inteiro não têm dinheiro para pagar por assistência médica, concluiu um estudo da Organização Mundial da Saúde. Cem milhões caíram na miséria para pagar por serviços de saúde.

Cólera já matou 1.344 pessoas no Haiti

total de mortos pela epidemia de cólera no Haiti sobiu hoje para 1.344, com 57 mil pessoas contaminadas, aumentando a tensão às vésperas das eleições presidencial e parlamentares do próximo domingo.

As organizações não governamentais reclamaram hoje do combate que as Nações Unidas estão dando à epidemia. O apelo da ONU aos países-membros por uma ajuda extra de US$ 164 milhões, mais de R$ 280 milhões, não teve grande resposta até agora.

Com esgoto correndo a céu aberto e 1,3 milhão de flagelados pelo terremoto de 12 de janeiro vivendo até hoje em acampamentos improvisados, a expectativa é de que a epidemia se agrave antes de ceder.

Alemanha fecha cúpula do Reichstag

cúpula do Parlamento da Alemanha foi fechada aos turistas por causa da ameaça terrorista.

Nas últimas semanas, a Alemanha recebeu uma advertência dos serviços secretos dos Estados Unidos de que terroristas estariam planejando um ataque ao país no estilo do que um grupo muçulmano fez contra a maior cidade da Índia, Mumbai, de 26 a 28 de novembro de 2008.

Desde então, a polícia alemã está em alerta máximo.

Coreia do Sul ameaça pedir armas nucleares dos EUA

A Coreia do Sul ameaçou hoje pedir a reinstalação de armas nucleares dos Estados Unidos no país depois que a Coreia do Norte revelou ter construído uma instalação nuclear para enriquecer urânio.


Desde 1991, com o fim da Guerra Fria, os EUA retiraram seu arsenal nuclear da Península Coreana.

Ex-vice-presidente do Congo é julgado em Haia

ex-vice-presidente da República Democrática do Congo Jean-Pierre Bemba negou hoje, na abertura de processo no Tribunal Penal Internacional, em Haia, na Holanda, responsabilidade por uma onda de violência sexual cometida por seus soldados na República Centro-Africana no início da década.

Na primeira audiência, Bemba se declarou inocente.

Mais de 700 vítimas participam do processo. Seus advogados alegam que elas continuam traumatizadas

UE socorre Irlanda sob crise política

Os ministros das Finanças da União Europeia concordaram ontem à noite em resgatar a Irlanda com um pacote de 80 a 90 bilhões de euros, o que vai exigir um corte drástico de gastos públicos a ser anunciado na quarta-feira. O Reino Unido e a Suécia, que não fazem parte da zona do euro, devem contribuir.

Mas a crise econômica virou uma crise política. Insatisfeito com a intervenção do Fundo Monetário Internacional, o Partido Verde deixou a coalizão de governo da Irlanda, exigindo a convocação de eleições antecipadas para janeiro, assim que o pacote e o orçamento para 2011 forem aprovados.

O ministro das Finanças Brian Lenihan, justificou o acordo para obter ajuda de emergência dizendo que os bancos irlandeses não conseguiam mais tomar dinheiro no mercado, dependendo exclusivamente do BCE.

A ministra francesa Christine Lagarde descreve o resgate como uma “boa notícia” para a Irlanda.

A Comissão Europeia declara que a Irlanda vai deixar de ser um país de impostos baixo. Em Dublin, manifestantes enfrentaram a polícia.

Os juros pagos pelas dívidas de Portugal, Espanha e Irlanda caíram um pouco com o anúncio do plano de socorro da Irlanda, mas o mercado ainda desconfia.

Criador da web defende sua integridade

Em artigo na revista Scientific American, o criador da worldwide web, Tim Berners-Lee, defendeu a necessidade de manter a Internet livre, neutra e aberta, diante de tentativas de grandes empresas do setor, como Google, Apple e Facebook de fatiá-la para facilitar a exploração comercial.

domingo, 21 de novembro de 2010

Nova Zelândia manda robô atrás de mineiros

Por causa do risco da presença de gases inflamáveis, as autoridades da Nova Zelândia vão mantar um robô para tentar localizar 29 mineiros soterrados desde um acidente ocorrido na sexta-feira passada na mina de Pike River, na Ilha Sul.

A frustração dos parentes dos desaparecidos aumenta a cada dia, mas as equipes de resgate não consideram seguro entrar na mina nas atuais condições. O robô seria a solução.

Neste domingo, as equipes de resgate começaram a abrir um buraco de 15 centímetros de diâmetro na encosta da montanha onde fica a mina. Acredita-se que os mineiros estejam a uma distância de 162 metros.

Zapatero convoca diretores de 25 maiores empresas

Diante de nova ameaça da crise das dívidas públicas com o problema da Irlanda, o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero convocou a alta direção das 25 maiores companhias da Espanha para discutir a recuperação econômica do país.

Britânicos preferem William para futuro rei

Cerca de 55% dos britânicos acreditam que o príncipe Charles deveria abrir mão do direito de sucessão ao trono do Reino Unido, deixando o filho William se tornar rei depois da morte da rainha Elizabeth II.

Quase dois terços, 64%, entendem que William e sua noiva, Kate Middleton, fariam um casal real melhor do que Charles e sua amante, Camilla Parker-Bowles, que só teriam a preferência de 19% dos súditos.

Coreia do Norte constrói instalação nuclear

A Coreia do Norte construiu uma nova instalação nuclear capaz de enriquecer urânio para a produção de armas nucleares, revelou um cientista americano que visitou o país.

Assim que a notícia foi divulgada, os Estados Unidos mandaram o enviado especial Stephen Bosworth para Seul, Tóquio e Pequim, numa tentativa de retomar as negociações hexapartites para desarmar o programa nuclear norte-coreano.

Irlanda pede oficialmente ajuda à UE

O ministro das Finanças da Irlanda, Brian Lenihan, confirmou hoje que o país pediu formalmente ajuda financeira de emergência à União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional.

Ele não disse quanto a Irlanda pediu. O valor ainda está sujeito a negociações. Deve ficar na casa de dezenas de bilhões de dólares.

sábado, 20 de novembro de 2010

Papa admite uso de camisinha

Pela primeira vez, um papa admite o uso da camisinha "em certos casos" para "reduzir os ricos de contaminação" pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), causador da síndrome de deficiência imunológica adquirida (aids).

Em entrevista a um jornalista alemão, o papa Bento XVI falou que "pode mesmo ser um primeiro passo para abrir um novo caminho rumo a uma sexualidade mais humana".

Bento XVI usou como exemplo uma "pessoa prostituída": "Pode haver casos individuais, como quando uma pessoa prostituída usa um preservativo, isso pode ser um primeiro passo rumo a uma moralização, um começo de responsabilidade que permita criar uma nova consciência de que nem tudo é permitido e que uma pessoa não pode fazer tudo o que quer."

O papa ressalvou que "essa não é a maneira adequada de combater a infecção pelo HIV", mas pode ajudar a "humanizar a sexualidade".

Rússia pede ao Senado que aprove START

No encerramento da reunião de cúpula da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) neste sábado em Lisboa, o presidente da Rússia, Dimitri Medvedev, pediu ao Senado dos Estados Unidos que aprove o novo Tratado de Redução de Armas Estratégicas (START) assinado entre os dois países.

Pela Constituição dos EUA, os acordos internacionais precisam da aprovação do Senado.

Medvedev afirmou ainda que está dispoto a cooperar no desenvolvimento de sistemas de defesa antimísseis.

Acidente deixa mineiros presos na Nova Zelândia

Uma explosão em uma mina de carvão da cidade de Greymouth, na Ilha Sul da Nova Zelândia, deixou pelo menos 29 trabalhadores soterrados. Dois conseguiram escapar e foram hospitalizados.

A mina Pike River, uma das maiores da Nova Zelândia, produz coque, o carvão destinado à fabricação de aço. Começou a funcionar no início do ano, depois de problemas técnicos que retardaram sua entrada em operação.

Com a explosão, a eletricidade foi cortada. Não há comunição com os mineiros. Mas as equipes da defesa civil já organizam uma tentativa de resgate.

Numa das poucas minas subterrâneas da Nova Zelândia, os mineiros estão dois quilômetros dentro da montanha Paraoa, num túnel quase vertical. A esperança é que eles tenham oxigênio ou ar suficientes para sobreviver até a chegada do socorro.

Otimista, o prefeito Tonu Kokshoorn lembrou a epopeia dos 33 mineiros que foram presos no fundo de uma mina no Chile, a 620 metros de profundidade, durante 69 dias, e prometeu salvar todos.

O último acidente grave em minas de carvão da Nova Zelândia aconteceu em 1967, quando 19 trabalhadores morreram numa explosão, também na Ilha Sul, região de grande extração de coque.

Vaticano realiza cúpula antipedofilia

Cerca de 150 cardeais participaram ontem de uma reunião de cúpula do Vaticano sobre os escândalos sexuais e de pedofilia na Igreja Católica.

O encontro foi convocado pelo papa Bento XVI para a véspera de um Consistório, a reunião do Colégio de Cardeais, que será realizado neste fim de semana. Juntos, eles rezaram, refletiram e discutiram a resposta da Igreja às inúmeras denúncias de abusos sexuais cometidos por padres e bispos.

Depois de ignorar as acusações e acobertar os acusados durante décadas, a Santa Sé promete agir com rigor. O bispo britânico Cormac O'Connor afirmou que "a Igreja está fazendo todo o possível para combater esses crimes terríveis e evitar que se repitam.

Um grupo de vítimas de abusos sexuais também se reuniu em Roma. Para Lucy Duckworth, que era uma menina quando foi atacada, "eles não convidaram as vítimas nem autoridades policiais e judiciais, sinal de que não estão interessados em investigações criminais".

No fim de semana, serão sagrados 24 novos bispos. Vinte têm menos de 80 anos. Estariam aptos para votar na eleição do próximo papa.

OTAN aprova escudo antimísseis

A Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), a aliança militar liderada pelos Estados Unidos, aprovou ontem a criação de um sistema antimísseis integrado da Europa e dos EUA, e espera obter hoje o apoio da Rússia para o projeto, que visa a deter ataques de mísseis, possivelmente de países que estejam desenvolvendo armas atômicas, como a Coreia do Norte e o Irã.

Durante uma reunião de cúpula realizada em Lisboa, a aliança criada em 1949 para se opor à União Soviética, adotou um novo conceito estratégico para atuar em qualquer lugar do mundo e indicou como principais ameaças do século 21 o terrorismo dos extremistas muçulmanos, a guerra cibernética e a proliferação de mísseis e de armas nucleares.

Também decidiu retirar suas forças do Afeganistão a partir de 2011, concluindo a retirada e a transferência da defesa do país às forças de segurança afegãs.

Pela doutrina original, a OTAN era uma aliança defensiva e um ataque contra um era considerado um ataque contra todos os países-membros. Com o fim da Guerra Fria, a OTAN foi usada para acabar com as guerras que destruíram a antiga Iugoslávia.

Um dia depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, invocando o princípio de que um ataque contra um é um ataque contra todos, os países da OTAN se ofereceram para lutar ao lado dos Estados Unidos na punição dos responsáveis pelo ataque.

Quando o então presidente George W. Bush invadiu o Iraque sem o consentimento das Nações Unidas, em 2003, destruiu o capital político e a simpatia que os EUA tinham angariado como vítimas de uma ação terrorista.

Vários países europeus temem retaliações terroristas por causa de sua presença militar num país muçulmano.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Brasil quer proteção contra brinquedos chineses

O Brasil vai propor ao Mercosul no dia 30 um aumento de 20% para 35% no imposto sobre importação de brinquedos. O objetivo é proteger o setor da concorrência chinesa.

Bernanke critica China e defende expansão monetária

Em discurso numa conferência de bancos centrais na Alemanha, o presidente da Reserva Federal (Fed), o banco central dos EUA, Ben Bernanke, criticou a China por não tomar medidas para aumentar o consumo interno e reduzir o saldo comercial.

O presidente da Reserva Federal (Fed) defendeu a colocação de mais US$ 600 bilhões em circulação alegando que precisa estimular a economia e reduzir o desemprego. Negou estar manipulando o dólar para obter vantagem competitiva para os produtos americanos no mercado internacional.

Coreia do Sul introduz controle de capital

A exemplo do Brasil, da Indonésia e da Tailância, a Coreia do Sul tenta controlar a entrada de capital estrangeiro cobrando 14% de imposto sobre a compra de bônus da dívida pública.

O objetivo é evitar uma sobrevalorização da moeda sul-coreana.

Ajuda a Irlanda deve sair na próxima semana

O plano de socorro à Irlanda será anunciado na próxima semana. O país cresceu extraordinariamente desde que aderiu à CEE, mas o estouro da bolha da especulação imobiliária acabou com o milagre econômico e a a emigração voltou a ser uma saída para jovens sem emprego.

O primeiro-ministro Brian Cowen admitiu hoje finalmente que está negociando ajuda externa. Ele rejeitou pressões para renunciar e insistiu que as decisões foram tomadas pela Irlanda, que vai fazer um plano de ajuste fiscal de quatro anos.

A Alemanha e a França estão se aproveitando da crise da dívida irlandesa para pressionar o país a aumentar sua alíquota do imposto para empresas, de 12,5%, base da política industrial do país.

Para se dissociar da crise irlandesa, Portugal e Espanha declaram que podem pagar suas dívidas sem ajuda externa. Mas a expectativa do mercado é que Portugal precise de ajuda externa nos próximos meses.

Seis países boicotam entrega do Nobel da Paz

Sob pressão da China, a Rússia, o Casaquistão, Cuba, o Iraque e o Marrocos vão boicotar a cerimônia de entrega do Prêmio Nobel da Paz 2010 ao dissidente chinês Liu Xiaobo.

Alemanha e França pressionam Irlanda

A Alemanha e a França, as duas maiores economias da zona do euro, estão pressionando a Irlanda a aumentar a alíquota do imposto para empresas, de apenas 12,5%. O governo irlandês considera o impostos baixo a pedra fundamental de sua política industrial e deve resistir.

Com um modelo econômico mais próximo do liberalismo anglo-saxão, a Irlanda se tornou o tigre europeu, atraiu muito investimento estrageiro e elevou sua renda per capita acima de qualquer outro país da União Europeia, menos Luxemburgo.

Essa política sempre despertou ciúmes da Alemanha e da França, que têm cargas fiscais pesadas, de cerca de 50% de seus produtos internos brutos. Mas não foi o imposto baixo que causou a crise irlandesa, e por isso a manobra franco-alemã é de um oportunismo descarado.

O problema da Irlanda foi o colapso do mercado imobiliário, que deixou os bancos do país com uma série de dívidas incobráveis. Para evitar o colapso do sistema financeiro, o governo assumiu o prejuízo dos bancos, elevando o déficit orçamentário previsto para 2010 para impressionantes 32% do PIB.

Foi aí que o mercado financeiro começou a duvidar da capacidade da Irlanda de pagar suas dívidas, que passaram de cerca de 60% para 100% do PIB. Mas agora a missão da União Europeia que chegou ontem a Dublin para negociar uma ajuda de 100 bilhões de euros quer incluir entre as exigências a antiga reivindicação da Alemanha e da França para que o país desmonte sua política industrial de impostos baixos.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Casa Branca insiste que vai fechar Guantânamo

O governo Barack Obama reafirmou hoje o compromisso de fechar o centro de detenção instalado na base naval de Guantânamo, um enclave americano em Cuba, e de levar seus presos a julgamento na Justiça civil dos Estados Unidos.

A absolvição de Ahmed Ghailani, acusado pelos atentados que mataram 226 pessoas embaixadas dos EUA no Quênia e na Tanzânia, em 284 das 285 acusações, inclusive de assassinato e de conspiração para matar, complicou a situação. Foi o primeiro preso de Guantânamo julgado em território americano. A Justiça se negou a aceitar provas obtidas mediante tortura.

"Estou com nojo por causa de uma decisão judicial totalmente injusta num tribunal federal da Nova York", declarou na Câmara o deputado republicano Peter King, membro da Comissão de Segurança Interna. "Este veredito trágico demonstra a total insanidade da decisão do governo Obama de julgar terrorista da rede Al Caeda na Justiça comum."

A prisão de Guantânamo foi a saída encontrada pelo governo George W. Bush para deter indefinidamente os presos na sua guerra contra o terrorismo sem lhes dar os direitos garantidos pela Convenção de Genebra sobre Prisioneiros de Guerra. É uma aberração jurídica. Na campanha, Obama prometeu acabar com isso.

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, alegou que Ghailani pode pegar 20 anos de cadeia. Mas a oposição republicana, que recuperou a maioria na Câmara nas eleições de 2 de novembro de 2010, que impedir o presidente de fechar a prisão de Guantânamo e levar os presos para os EUA.

Diante do fracasso do processo contra Ghailani, fica difícil julgar em Nova York o principal acusado de planejar os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, Khaled Cheikh Mohammed, que confessou seus crimes depois de ser submetido a simulações de afogamento, como o próprio ex-presidente George W. Bush admite em suas memórias.

China aumenta taxa básica de juros

O Banco Popular da China anunciou agora há pouco um aumento de 0,25 ponto percentual na taxa básica de juros da segunda maior economia do mundo, que passou para 2,5% ao ano.

A taxa para os empréstimos de um ano que dá aos bancos subiu de 5,31% para 5,56% ao ano.

Fidel vai deixar liderança do PC cubano

O ex-presidente Fidel Castro confirmou ontem, num encontro com estudantes, que vai deixar a liderança do Partido Comunista, revelou hoje o jornal oficial Granma. Ele alegou que não tem mais saúde para trabalhar em tempo integral.

Fidel, de 84 anos, deixou a chefia do Estado e do governo em 31 de julho de 2006, quando foi operado de emergência com uma hemorragia intestinal, sendo substituído pelo irmão, Raúl Castro.

Em 24 de fevereiro de 2008, Raúl foi oficialmente eleito sucessor pela Assembleia Nacional de Cuba. Fidel manteve a liderança do partido. Deve deixar o cargo no 6º Congresso do PC de Cuba, em abril de 2011.

Qantas vai trocar 40 turbinas da Rolls-Royce

A companhia aérea australiana Qantas, que tem um dos melhores históricos de segurança da aviação civil, anunciou hoje que vai trocar 40 turbinas de seus Superjumbos Airbus A380.

Em 4 de novembro de 2010, um A380 foi obrigado a voltar para o aeroporto de Cingapura pouco depois de decolar, por causa de uma explosão que parou um de seus quatro motores.

Uma série de testes realizados posteriormente revelou vazamentos de óleo em algumas turbinas do mesmo modelo, chamado de Trent 900.

Em Londres, o diretor-presidente da Rolls-Royce, John Rose, se negou a comentar a decisão da Qantas.

Pacote suspeito é apreendido em voo para Alemanha

Um pacote com suspeita de bomba foi encontrado num aeroporto da Namíbia pouco antes de ser embarcado num voo com destino a Munique, na Alemanha.

Há poucos dias, os EUA advertiram a Alemanha de que um grupo de afegãos e paquistaneses planejava realizar atentados no país. A segurança foi reforçada em estações de trem e aeroportos alemães.

Suécia pede prisão de fundador do WikiLeaks

As autoridades suecas emitem uma ordem de prisão internacional contra o fundador do site WikiLeaks, que denuncia crimes de guerra, Julian Assange, num processo sobre violência sexual.

Tanzaniano por só uma de 285 acusações

O tanzaniano Ahmed Ghailani foi condenado por conspirar para destruir prédios dos EUA, mas absolvido em todas as outras 284 acusações, ligadas aos atentados terroristas contra as embaixadas dos EUA n Quênia e na Tanzânia, em 1998. 

Isso complica a estratégia de Obama para fechar o centro de detenção instalado na base naval de Guantânamo, em Cuba, e levar os julgamentos de suspeitos de terrorismo para tribunais civis dos EUA.

Ghailani deve pegar 20 anos de cadeia. Não foi condenado por assassinato e conspiração para matar porque as confissões obtidas mediante tortura foram rejeitadas pela Justiça dos EUA.

Irlanda aceita fundo de emergência para bancos

O presidente do banco central da Irlanda, Patrick Honohan, admitiu hoje que o país deve ter dezenas de bilhões de euros colocados à disposição. Enquanto o ministro do Comércio irlandês insistia que o país não precisa de dinheiro emprestado, o ministro das Finanças considerava “muito desejável”, em discurso no parlamento em Dublin, o estabelecimento de um fundo de contingência.

Pelos cálculos do mercado, o pacote deve chegar a 100 bilhões de euros, cerca de R$ 234 bilhões.

Em entrevista à Rádio France Internacional, a ministra da Economia e Finanças da França, Christine Lagarde, admitiu que a Irlanda está numa situação difícil, mas não viu risco para a união monetária europeia porque depois da crise grega foi criado um fundo de estabilização, um mecanismo de financiamento de emergência.

A chanceler (primeira-ministra) da Alemanha, Angela Merkel, declarou que o mecanismo de ajuda está à disposição para ser usado quando necessário, mas insistiu que os investidores devem arcar com os prejuízos em crises futuras, uma das razões da recente alta nos juros pagos por países com grandes déficits. Esse tem sido acusado de agravar a crise em outros países. Indica que a Alemanha não está disposta a bancar.

O primeiro-ministro irlandês, Brian Cowen, disse que não tem intenção de usar o dinheiro logo. Quer usá-lo como um fundo de reserva para emergências.

Nas ruas de Dublin, os protestos contra a ingerência do FMI já começaram.

OCDE reduz expectativa de crescimento mundial

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduz suas previsões de crescimento mundial para 4,6% neste ano e 4,2% no próximo, e pede um esforço coordenado para redução dos desequilíbrios da economia mundial.

A maior queda é nos EUA, que devem crescer 2,7% em 2010, em vez dos 3,2% da previsão anterior, e 2,2% em 2011, em vez dos 3,2% estimados em maio.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Candidata de Sarah Palin perde no Alasca

Apesar de ter perdido a candidatura do Partido Republicano para Joe Miller, apoiado pelo movimento Festa do Chá e a ex-governadora Sarah Palin, a senadora Lisa Murkowski conseguiu se reeleger no Alasca, informou hoje a agência de notícias Associated Press.

Enquanto Palin, a queridinha da direita ultraconservadora, prepara sua candidatura à Casa Branca em 2012 depois de abandonar o governo do Alasca na metade do mandato, Murkowski conseguiu se reeleger mesmo com os eleitores tendo de escrever seu nome na cédula.

É uma advertência aos caciques do Partido Republicano. Ao apresentar sua ignorância como virtude, Palin, candidata a vice-presidente na chapa do senador John McCain em 2008, pode seduzir o eleitorado mais reacionário da América profunda. Mas os moderados e independentes que decidem eleições não a considerar preparada para exercer a Presidência dos EUA.

Presidente do Iraque rejeita execução de Aziz

O presidente do Iraque, o curdo Jalal Talabani, se negou a assinar a ordem de execução do ex-vice-primeiro-ministro Tarek Aziz, considerado a face civilizada da ditadura de Saddam Hussein (1979-2003).

Talabani alegou que a era das execuções acabou.

Suu Kyi pede ajuda contra aids em Mianmar

Onde Aung San Suu Kyi vai, arrasta multidões. Hoje a recém-libertada líder da oposição em Mianmar visitou um sanatório para pacientes da síndrome de deficiência imunológica adquirida (aids) mantido por seu partido, a Liga Nacional da Democracia, em Yangoon, a antiga capital do país.

Eram tantos fotógrafos e cinegrafistas que ela pediu uma ajuda em dinheiro em troca de cada foto. Alguns jovens subiram nas árvores para ver a mulher pequena e frágil que desafia uma das ditaduras mais fechadas do mundo.

Suu Kyi recebeu muitas flores, deu carinho e pediu ajuda para comprar medicamentos antiretrovirais contra o vírus da imunodeficiência humana (HIV) e a aids, para comprar comida e um prédio maior para obrigar pobres que contraíram a doença. Ela disse que é preciso força mental para enfrentar o vírus da aids.

A maioria dos 70 pessoas abrigados no sanatório depende de organizações não governamentais para obter medicamentos.

Num breve discurso, Suu Kyi declarou que "às vezes só vontade política não basta. É preciso unir conhecimento e poder popular".

Irlanda aceita receber missão da UE e FMI

Uma missão da União Europeia, do Banco Central da Europa e do Fundo Monetário Internacional chega hoje a Dublin para articular uma ajuda internacional de emergência aos bancos da Irlanda, depois de vencer a resistência do governo do país, que teme prejuízos de longo prazo a sua credibilidade.

Cólera já matou 1,1 mil no Haiti

O número oficial de mortos pela epidemia de cólera no Haiti chegou hoje a a 1,1 mil, com mais de 18 mil pacientes hospitalizados.

Com a revolta popular contra os soldados nepaleses da missão de paz das Nações Unidas, está difícil levar ajuda a Cabo Haitiano, a segunda maior cidade do país mais pobre da América.

Sarkozy quer taxa para desenvolvimento da África

Na busca da popularidade perdida, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, que assume em janeiro a presidência do Grupo dos 20, propôs a taxação das transações financeiras internacionais para criar um fundo de desenvolvimento da África.

Sarkozy presidiu hoje à primeira reunião do governo depois da reforma ministerial anunciada no fim de semana, com o objetivo de aumentar sua popularidade, abalada pela onda de protestos contra a reforma da previdência no mês passado. Mas 64% dos franceses não confiam no novo governo e só 30% apoiam o presidente, que deve concorrer à reeleição em 2011.

Para apagar a imagem de presidente dos ricos, em entrevista coletiva às três maiores redes de televisão da França, o presidente disse que é preciso criar um novo sistema para o desenvolvimento africano. Ele propôs a cobrança de um imposto com alíquota baixa sobre todas as transações financeiras internacionais.

Também negou que o governo francês tenha agido de forma discriminatória ao expulsar milhares de ciganos acusados de estar ilegalmente na França, embora seja cidadãos da Romênia e da Bulgária, e portanto da União Europeia.

China estuda tabelar de preços dos alimentos

Com uma inflação nos preços dos alimentos que chegou a 62,4% ao ano em outubro de 2010, o governo da China estuda o tabelamento do preços dos alimentos.

O índice geral de preços sobe num ritmo que projeta uma inflação anual de 8,7%. O governo estuda o tabelamento do preços dos alimentos.

A expectativa de adoção de medidas para conter o consumo e esfriar a economia vem derrubando as bolsas de valores chinesas nos últimos dias. Hoje, das principais bolsas da Ásia, só Tóquio subiu e apenas 0,15%.

Von Rompuy acusa Irlanda de ameaçar UE

Numa reunião de ministros das Finanças, o presidente executivo da União Europeia, Herman von Rompuy, advertiu ontem que a crise das dívidas públicas ameaça não só o euro mas o futuro da UE.

Em discurso ontem no Parlamento da Irlanda, o primeiro-ministro Brian Cowen insistiu mais uma vez que o país não precisa de ajuda de emergência. O problema é que o agravamento da crise da dívida irlandesa já obriga Grécia, Espanha e Portugal a pagar juros mais altos para refinanciar suas dívidas.

Diante da recusa da Irlanda em aceitar uma ajuda de emergência de 100 bilhões de euros, a UE negocia com o FMI uma ajuda aos bancos irlandeses, que são o foco do problema. 

Quando a crise começou, a Irlanda não tinha problemas de contas públicas, mas bancos muito endividados por causa da crise no setor imobiliário. O governo assumiu o prejuízo, temendo o colapso do sistema financeiro do país.

Um deputado democrata-cristão alemão diz que a Irlanda precisa aumentar o imposto sobre empresas, uma velha reclamação de países com carga fiscal elevada como Alemanha e França. Como a crise irlandesa não começou no setor público, a declaração foi vista como uma jogada oportunista para aproveitar o momento para pressionar a Irlanda a acabar com uma vantagem comparativa em relação aos sócios europeus.

Coreia do Sul aumenta taxa de juros

O Banco da Coreia aumentou hoje sua taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual para 2,5% ao ano. Já tinha elevado em 0,25 ponto meses atrás, tirando-a do nível mais baixo da história, 2% ao ano, adotado para enfrentar a crise internacional.

Peregrinos "apedrejam o demônio" perto de Meca

Quase três milhões de peregrinos convergiram ontem para Meca, na Arábia Saudita, no terceiro dia da peregrinação anual dos muçulmanos à cidade sagrada.

Em Muzdalifah, eles jogaram pedras nos pilares da ponte Jamarat, numa cerimônia simbólica de apedrejamento do demônio que será repetida amanhã e depois de amanhã. É nesta ponte que os piores problemas ocorreram no passado, com tumulto, correria e esmagamento de pessoas. 

Agora, um trenzinho leva parte dos peregrinos.

Tailândia extradita o Mercador da Morte

Um dos maiores traficantes de armas do mundo, o ex-piloto da Força Aérea da União Soviética Viktor Bout, conhecido como o Mercador da Morte, foi extraditado ontem para os Estados Unidos.

Bout é acusado de vender armas para ditadores e grupos rebeldes armados na África, na América do Sul e no Oriente Médio. Ele foi preso em Bangkok, na Tailândia, em março de 2008. Desde então, lutava contra o pedido de extradição.

A Rússia repudiou a decisão, alegando que Bout é um empresário inocente, e advertiu que a extradição poderia prejudicar as relações com os EUA.

Reino Unido indeniza torturados de Guantânamo

Reino Unido vai indenizar com até milhões de libras 16 presos na base naval dos Estados Unidos em Guantânamo, na ilha de Cuba, que denunciaram ter sido torturados por agentes britânicos.

O objetivo é evitar processos judiciais capazes de desvendar segredos do serviço secreto britânico.

Haitianos atacam soldados da ONU no Haiti

Dois haitianos foram mortos e 20 saíram feridos ontem, depois de atacar soldados das Nações Unidas por causa da suspeita de que a epidemia de cólera tenha sido trazida por soldados nepaleses. Há suspeitas de que o ataque tenha motivação política, tenha sido organizado por grupos criminosos interessados na saída do país da missão internacional de paz.

O total de mortos chega a 1.034, com mais de 16 mil hospitalizados. 

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Casamento real ajuda economia britânica

A família real britânica informou hoje que o príncipe William, filho dos príncipes Charles e Diana e segundo na linha de sucessão ao trono do Reino Unido, vai se casar com a namorada Kate Middleton em 2011. Eles se conheceram há oito anos, na Universidade St. Andrews, na Escócia.

O primeiro-ministro David Cameron cumprimentou o casal e manifestou esperança de que o casamento real ajude na recuperação econômica do país, ao renovar a autoconfiança e aumentar o consumo.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Suu Kyi prega "revolução pacífica" em Mianmar

 Em entrevista à televisão pública britânica BBC, a recém-libertada líder da oposição em Mianmar, Aung San Suu Kyi, defendeu hoje uma revolução pacífica no país.

Suu Kyi esteve hoje com jovens líderes da Liga Nacional pela Democracia que contestaram a direção do partido nos últimos anos.

Sudão começa a alistar eleitores

Depois de muitos adiamentos, começou a inscrição de eleitores para o plebiscito sobre a independência do Sul do maior país africano, o Sudão, o que pode reacender a guerra civil com o Norte muçulmano.

Demissões pressionam Berlusconi

Um ministro, um vice-ministro e dois secretários ligados ao presidente da Câmara dos Deputados da Itália, Gianfranco Fini, pedem demissão, aumentando a pressão sobre o primeiro-ministro Silvio Berlusconi e a possibilidade de antecipação das próximas eleições gerais.

Fini rompeu com Berlusconi por causa dos sucessivos escândalos envolvendo o chefe de governo e homem mais rico da Itália.

Consumo tem maior alta em 7 meses nos EUA

As vendas no varejo cresceram 1,2% em outubro nos EUA, na maior alta em sete meses, com destaque para o setor automobilístico.

Inflação cai mas ainda é alta na Índia

A inflação na Índia caiu de 8,62% em setembro para 8,58% em outubro. O Ministério das Finanças promete reduzir a taxa para 6% até março.

Déficit grego em 2009 foi muito maior

A dívida da Grécia também está sob pressão depois que foi revelado que o déficit público de 2009 foi de 15,4% do PIB e não de 13,6% como estimado em abril, quando estourou a crise da dívida do país.

Em visita à França, o primeiro-ministro Papandreou afirma que cortou o déficit além da meta. Mas o governo admitiu admitiu problemas a técnicos do FMI e da UE que chegaram a Atenas para avaliar as contas gregas.

O Partido Socialista venceu as eleições municipais, fortalecendo o governo grego politicamente.

Irlanda resiste a ajuda da UE

A Irlanda insiste que não precisa de ajuda, mas está sob pressão da UE, que teme o contágio para outros países da região, elevando as taxas de juros que eles precisam pagar para rolar suas dívidas públicas. Portugal corre risco de contágio, admitiu hoje o ministro das Finanças, Francisco Teixeira dos Santos.

Japão cresce em ritmo de 3,9% ao ano

Com o verão mais quente de sua História e os estímulos do governo, o Japão cresceu 0,9% no terceiro trimestre de 2010, projetando uma taxa anual de expansão de 3,9%. Mas a contribuição das exportações foi pequena, indicando mais problema à frente para a terceira maior economia do mundo.


Apesar da melhora no desempenho japonês, a China manteve a condição de segunda maior economia do mundo gerando riquezas no valor de US$ 1,415 trilhão, em comparação com US$ 1,372 trilhão no Japão.