quinta-feira, 26 de outubro de 2006

Bush aprova construção de muro na fronteira do México

O presidente George Walker Bush assinou hoje a lei para construir um muro duplo ao longo de 1.120 quilômetros da fronteira entre o México e os Estados Unidos, assegurando que "tornará nossas fronteiras mais seguras". Bush designou US$ 1,2 bilhão para a obra, cujo valor total deve chegar a US$ 6 bilhões ou US$ 8 bilhões.

"Temos a responsabilidade de proteger nossas fronteiras", declarou Bush a menos de duas semanas das eleições intermediárias, que renovarão a Câmara e um terço do Senado. A imigração ilegal é um tema quente na fronteira com o México. O presidente prometeu enviar ao Congresso o projeto que cria o visto de trabalho temporário para combater a imigração ilegal.

Para o atual presidente mexicano, Vicente Fox, o muro é "uma vergonha", uma jogada eleitoral de Bush que prejudicará os próprios EUA, uma sociedade criada "por correntes migratórias".

Já o presidente eleito do México, Felipe Calderón, considerou o muro um "erro grave" do presidente dos EUA: "Os muros não resolvem nada. A humanidade cometeu um grande erro ao construir o Muro de Berlim e agora estou certo de que os EUA estão cometendo um erro ao construir um muro em sua fronteira sul".

Um comentário:

Larissa disse...

A construção desse muro evidencia a dificuldade encontrada por Mr. W. Bush de lidar com seus problemas de forma civilizada.